• Guaporé News

Almir Suruí anuncia pré-candidatura a deputado federal pelo PDT



O líder indígena Almir Suruí, cacique do povo Paiter-Suruí, assinou a ficha de filiação no Partido Democrático Trabalhista (PDT) e lançou sua pré-candidatura a deputado federal, nesta terça-feira, 29, em Cacoal.


O anúncio da pré-candidatura foi feito pelo senador Acir Gurgacz, presidente estadual do PDT, que destacou a liderança e o trabalho de Almir Suruí em defesa dos povos originários, das florestas e da Amazônia. O evento também contou com a participação do prefeito de Cacoal, Adailton Furia, do ex-vice-governador Airton Gurgacz, de correligionários do PDT e lideranças da comunidade indígena.


“A luta do Almir Suruí é a nossa luta, pois todos nós queremos um Brasil mais justo, com respeito às populações indígenas, um país que tenha consciência ambiental, que proteja as florestas, mas que continue produzindo com sustentabilidade”, destacou Gurgacz.



O cacique Almir Suruí, lembrou que já esteve no PDT no passado, e que tem muita simpatia pelo partido que elegeu o primeiro parlamentar indígena do Brasil, o xavante Juruna, em 1982. “É um partido que defende o trabalhador e a democracia e por isso eu sempre tive um carinho muito grande pelo PDT, pois também é um partido que valoriza e apoia a causa indígena”, disse Suruí.


Almir Suruí é líder de seu povo desde os 17 anos, assim como foi o seu pai e o seu avô. Sempre defendeu a demarcação e o uso sustentável das terras indígenas. Agora, aos 48 anos, o desafio de Almir será lutar por uma vaga na Câmara Federal onde pretende defender essas pautas.


“Eu sei que é um desafio muito grande, mas essa é uma luta importante não só para os povos indígenas, mas para todos os rondonienses e brasileiros que querem um país e um planeta melhor para as atuais e futuras gerações”, disse Suruí.


Em 2009, Almir ganhou o Prêmio Maia Lin, durante a Conferência da Cúpula do Clima (COP15), em Copenhague, pelo Projeto de Carbono Suruí. No mesmo ano, foi considerado "a pessoa mais criativa em negócios do Brasil", pela revista norte-americana Fast Company, marca líder mundial em mídia de negócios. Hoje, ele também cria gado e investe no turismo.


O cacique Almir também é o pai da Txai Suruí, a jovem de 24 anos que ficou conhecida internacionalmente pela sua participação na COP26, em Glasgow, no ano passado. O senador Acir Gurgacz, fez questão de lembrar que, na ocasião, esteve ao lado de Txai Suruí, solidarizando-se à causa dos povos indígenas, repudiando as ameaças que a jovem sofreu e apresentando o trabalho da Comissão de Agricultura do Senado pelo desenvolvimento de uma agricultura sustentável no Brasil.


Nesta terça-feira, em Cacoal, o senador também anunciou a pré-candidatura a deputado estadual do ex-vereador Celso Cândido, mais conhecido como Celsinho, e assinou a ficha de filiação de mais de uma dezena de pessoas.


Assessoria

1 visualização0 comentário