top of page
  • Foto do escritorGuaporé News

Censo 2022: 46% da população quilombola rondoniense está em Costa Marques




Você se considera quilombola? Esta foi a primeira vez que o IBGE fez esta pergunta durante um Censo Demográfico. Em Rondônia, 2.926 pessoas responderam que sim, que se consideram quilombolas. Com 1.345 quilombolas, o município de Costa Marques representou 46% do total rondoniense.


Além de Costa Marques, houve registro de população quilombola em Pimenteiras do Oeste (518 pessoas), Guajará-Mirim (494), São Francisco do Guaporé (248), Alta Floresta d’Oeste (115), Porto Velho (95), Cerejeiras (37), São Miguel do Guaporé (31), Nova Mamoré (16), Corumbiara (12), Seringueiras (08) e Cabixi (07).


Em todo o Brasil, foram contados 1.327.802 quilombolas, sendo Bahia (397.059 pessoas), Maranhão (269.074), Minas Gerais (135.310), Pará (135.033) e Pernambuco (78.827) os estados com os maiores quantitativos absolutos. Estas cinco Unidades Federativas correspondem a 76,5% do total brasileiro. Entre os menores quantitativos estão Distrito Federal (305 quilombolas), Mato Grosso do Sul (2.546), Amazonas (2.705), Rondônia e Santa Catarina (4.447).


Considerando a proporção de quilombolas dentro da população total, 4% dos cidadãos do Maranhão se declararam quilombolas, seguido da Bahia (2,8%), Amapá (1,7%), Pará (1,7%), Sergipe (1,3%) e Alagoas (1,2%). As menores representatividade de quilombolas estão no Distrito Federal (0,01%), São Paulo (0,02%), Santa Catarina (0,06%), Paraná (0,06%) e Amazonas (0,07%).


O superintendente do IBGE em Rondônia, Luiz Cleyton Holanda Lobato, explica que a pergunta se a pessoa se considera quilombola não foi feita em todos os domicílios. “Seguindo a melhor metodologia encontrada pelo IBGE em conjunto com as instituições ligadas aos quilombolas, o questionário abriu a perguntas em territórios quilombolas oficialmente delimitados, agrupamentos quilombolas e em áreas de interesse operacional quilombola”.


Domicílios com quilombolas


O Censo Demográfico 2022 também identificou que, dos 555 mil domicílios permanentemente ocupados em Rondônia, 1.347 tinham pelo menos um morador quilombola. Nestas residências, moravam 4.269 pessoas, sendo que 68% (2.903 indivíduos) se declararam quilombolas.


Constatou-se ainda que a média de moradores de domicílios onde havia pelo menos um quilombola é maior que a média geral do estado. Quando são observados todos os domicílios permanentemente ocupados, Rondônia tem 2,83 pessoas por moradia, média que aumenta para 3,17 moradores em domicílios com pelo menos um quilombola.


Assessoria


2 visualizações0 comentário

留言


bottom of page