• Guaporé News

Lebrão destaca o potencial de integração e desenvolvimento socioeconômico na região do Guaporé



Há pelo menos 10 anos que o deputado estadual Lebrão, principal liderança na região do Vale do Guaporé - BR 429 em Rondônia tenta construir uma ligação entre Brasil e Bolívia, através de balsa, na região de Costa Marques. Mas, essa ligação depende de um tratado internacional já que se trata de uma linha comercial direta entre dois países. Ao Brasil, interessa devido ao sal, calcário e uréia produzida na Bolívia, que reduziria brutalmente os custos, principalmente aos produtores de Rondônia.


Na ultima quinta-feira (01), foi realizado uma audiência pública em Costa Marques para discutir a integração Brasil-Bolívia, projeto tem por finalidade valorizar o potencial de integração e desenvolvimento socioeconômico da região do Vale do Guaporé. A ideia é de construir um tratado internacional para viabilizar a criação de portos fronteiriços para a operação de balsas e travessia no rio Guaporé entre o município de Costa Marques e Puerto Ustarez, na província de San Joaquín, no Departamento do Beni.


“A interligação de Rondônia e Beni por meio da regularização de uma travessia internacional de balsa entre a BR-429 e Puerto Ustarez abrirá uma gama de oportunidades de negócios entre as regiões fronteiriças, reduzindo o custo de transporte, facilitando o intercâmbio cultural e turístico, além de permitir o acesso brasileiro aos portos no Oceano Pacífico em Arica, no Chile e Illo, no Peru,” destacou Lebrão muito entusiasmado com o projeto.




Participaram da audiência o deputado federal Lúcio Mosquini (MDB), o vice-governador José da Jodan e o superintendente do Sebrae, Daniel Pereira, os deputados estaduais Luizinho Goebel (PV), Cabo Jhony Paixão (Republicanos), Laerte Gomes (PSDB), Chiquinho da Emater (PSB), Cirone Deiró, Ezequiel Neiva (PTB), Ismael Crispin (PSB), e Geraldo da Rondônia. Também participaram da audiência lideranças boliviana e de Rondônia.


Assessoria

73 visualizações0 comentário