top of page
  • Foto do escritorGuaporé News

Menina vítima de estupro coletivo ficou com grave lesão na genitália, diz polícia de RO




A menina de 13 anos, vítima de um estupro coletivo em Vista Alegre, ficou com grave lesão na genitália. Segundo a Polícia Militar (PM) de Porto Velho, no momento em que foi resgatada a criança apresentava sangramento intenso.


O caso de sequestro seguido de estupro aconteceu quando a menina tinha saído de casa para comprar uma esponja de lavar louça para a mãe, na manhã de sexta-feira (23).

De acordo com a PM, a menina foi rendida, colocada em um carro e depois levada até uma casa no distrito de Vista Alegre. Dentro de um quarto, três suspeitos amarraram as mãos da vítima e a violentaram sexualmente. A criança foi liberada para sair da residência apenas quando os criminosos cessaram o estupro, já na tarde de sexta-feira. Após conseguir pedir ajuda a vizinhos, uma guarnição policial foi enviada ao local para atender a ocorrência.

Os policiais encontraram a mãe da menina chorando, em desespero, e logo depois avistaram a vítima já na Rua Tancredo Neves, próximo da casa onde houve o estupro coletivo.

A violência sexual causou uma lesão grave na menina, que segundo a polícia, foi socorrida com sangramento agudo. A vítima recebeu atendimento médico no distrito de Vista Alegre e depois foi hospitalizada e acompanhada por profissionais de saúde, inclusive com suporte psicológico. Segundo a Polícia Civil, a vítima está com a mãe, que ficou também abalada com o ocorrido. Depois de ser resgatada, a menina de 13 anos disse aos policiais que o estupro coletivo "durou um longo tempo". O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolecente (DPCA) de Porto Velho. Quem são os suspeitos Dois jovens e um adolescente de 15 anos foram apontados como autores do estupro coletivo contra a menina em Vista Alegre do Abunã. Dois dos suspeitos foram encontrados ainda na cena do crime.


Por g1 RO


11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page