• Guaporé News

Paisagens Tropicais Sustentáveis na Amazônia ganham espaço nas gestões municipais



Apoiar a recuperação de nascentes na bacia hidrográfica que abastece o município de Ariquemes a partir do conceito de Paisagens Tropicais Sustentáveis (PTS) é o ponto de partida de uma parceria firmada entre o município de Ariquemes e o Centro de Estudos Rioterra.


O conceito de Paisagens Tropicais Sustentáveis visa integrar diferentes segmentos e usuários dos recursos naturais de uma dada bacia hidrográfica a fim de convergirem para boas práticas no uso dos recursos naturais, observando a capacidade de suporte dos ambientes e suas aptidões como forma de garantir sustentabilidade econômica e ambiental à sociedade.


O projeto “Renascer Nascentes”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente desde 2019 e que já recuperou mais de 100 nascentes da bacia hidrográfica do rio Jamari receberá apoio da organização em três frentes.


A primeira, já definida em reunião na última quarta-feira, 19 de maio, é a realização de seis cursos de capacitação na área de geotecnologia para produção de mapas e melhoria na gestão do território e planejamento desses processos de recuperação.


Além da capacitação para ampliar o conhecimento dos técnicos do município na gestão dos passivos ambientais referentes aos recursos hídricos, a equipe do setor de Análise e Monitoramento da Paisagem do CES Rioterra também irá trabalhar em parceria com a secretaria no estudo e desenho da área de recuperação dessas nascentes para identificar a possibilidade de ampliação da área recuperada.


E em uma terceira etapa, a organização fará também a doação de mudas para o reflorestamento das novas áreas.


“O impacto desse trabalho vai além das questões ambientais. Ganham os moradores das áreas urbanas que serão beneficiados com uma melhor qualidade de água que abastece o município e ganham os agricultores e demais usuários da região que, além de água com melhor qualidade, verão o reflexo do reflorestamento na recuperação do solo de suas propriedades e na qualidade do ar e do clima nas regiões reflorestadas”, destacou Dra. Fabiana Gomes, coordenadora do Laboratório de Geotecnologias do Centro de Estudos Rioterra.


O CES Rioterra tem dialogado com outros municípios do Estado para que este conceito seja internalizado na gestão e as ações sejam implementadas nas principais bacias hidrográficas do Estado. Atualmente o CES Rioterra atua em 14 das principais bacias hidrográficas de Rondônia e atende mais de 1800 pessoas.


Assessoria de Comunicação


2 visualizações0 comentário