• Guaporé News

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios reconhece histórias do empreendedorismo feminino



As inscrições para o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2022 já estão abertas e podem ser feitas via internet. A premiação é voltada para mulheres maiores de 18 anos, proprietárias de pequenos negócios, microempresas ou microempreendedoras individuais (MEI) com CNPJ e produtoras rurais que possuam inscrição estadual de produtor, número do Imóvel Rural na Receita Federal (NIRF) ou declaração de aptidão (DAP) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) ou que explorem atividade pesqueira e possuam registro no Ministério da Pesca.

Para se inscrever gratuitamente, basta acessar o endereço eletrônico da premiação e preencher o formulário eletrônico completamente, bem como enviar o link para o vídeo com pitch (apresentação rápida) da empreendedora candidata. A data-limite das inscrições é dia 17 de julho. A premiação, cuja última edição foi realizada em 2017, nasceu para estimular o empreendedorismo feminino ao reconhecer histórias inspiradoras de empresas lideradas por mulheres de todo os cantos do país.

A analista de Relacionamento com o Cliente do Sebrae Nacional Graziele Vilela destaca que o retorno da premiação simboliza um momento de celebração e reforça a importância de as mulheres ocuparem, cada vez mais, lugares estratégicos na sociedade. “O prêmio tem a função de ser um estímulo externo para quem acreditou na própria capacidade de realizar e não desistiu diante das dificuldades, para quem não parou de construir, de se aperfeiçoar e aprender”, frisa.

Categorias e etapas

Este ano, as participantes podem concorrer em três categorias: Microempreendedora Individual (MEI), Pequeno Negócio e Produtora Rural. Serão três etapas. Entre agosto e outubro, estão previstas as fases estadual e regional. Já a nacional deve acontecer em novembro, quando se comemora o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. A cerimônia da grande final será realizada, presencialmente, em Brasília (DF). O Sebrae pagará as despesas de deslocamento para as finalistas.

A primeira etapa será estadual com a escolha de até três candidatas de cada unidade federativa, em cada uma das categorias. As candidatas vencedoras da fase estadual serão avaliadas por um Júri Regional, formado por colaboradores do Sebrae e especialistas em empreendedorismo e pequenos negócios. A etapa regional será eliminatória para a fase nacional e não prevê premiação ou divulgação. Por fim, a etapa nacional terá a participação das 15 vencedoras regionais, correspondentes a três vencedoras por categoria para cada uma das cinco regiões do país, que estarão automaticamente classificadas para a grande final da premiação.

Além dos troféus, as vencedoras da etapa nacional nos primeiro e segundo lugares de cada categoria vão ganhar um smartphone de última geração. O terceiro lugar de cada categoria receberá um tablet também do modelo mais recente. Todas as nove ganhadoras nacionais vão participar de uma missão técnica nacional de capacitação, com passagens e diárias custeadas pelo Sebrae. O primeiro lugar de cada categoria também terá uma vaga no Empretec e ao segundo lugar de cada categoria ficará reservada uma vaga para participar do UP Digital de aceleração digital dos negócios.

Entre os critérios de julgamento das participantes estão aspectos relacionados à gestão do negócio como marketing e vendas, finanças, inovação, estratégia, entre outros. A análise do relato da história também vai considerar os desafios para abrir o empreendimento, participação ativa nos negócios, perseverança e superação, preocupação com a preservação do meio ambiente e cultura da sua região, lições aprendidas, contribuição para o desenvolvimento de outras empreendedores da sua comunidade, entre outros pontos. Todos os detalhes do julgamento e da avaliação das inscrições estão informados no regulamento do Prêmio.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.


Assessoria

1 visualização0 comentário