• Guaporé News

Sebrae engajado na campanha Tampinha no Chão Não!



A tampinha da bebida que você abre para se refrescar tem endereço certo. E não estamos falando do chão e muito menos do lixo: é para o Hospital do Amor. O Sebrae em Rondônia aderiu desde 2019, à campanha Tampinha no Chão Não! A campanha visa arrecadar o maior número de tampas de plástico duro para doar ao Hospital de Câncer de Barretos. Mil tampinhas equivalem a uma cadeira de rodas para a instituição, por exemplo.

O Comitê Interno de Sustentabilidade do Sebrae em Rondônia tem a responsabilidade de mobilizar os colaboradores da Instituição, arrecadar, coletar e entregar o material ao Hospital do Amor da Amazônia, em Porto Velho. O material é então encaminhado para Barretos/SP, onde a Associação Voluntária de Combate ao Câncer (AVCC) é a responsável por realizar a venda para empresas de reciclagem e, com os valores arrecadados, adquirir os itens necessários para os pacientes da instituição (que podem ser medicamentos, alimentos, materiais para construção ou mesmo uma cadeira de rodas).

“É importante para nós do Sebrae nos engajarmos em uma campanha tão importante. O Hospital do Amor tem salvado vidas e reconfortado tantas famílias que os colaboradores têm se empenhado na coleta das tampinhas. Alguns são recordistas de tampinhas arrecadadas e isso é uma competição saudável e a favor da vida”, disse Aniele Tesser, coordenadora do Comitê Interno de Sustentabilidade do Sebrae em Rondônia. No ano de 2020 o Sebrae conseguiu um total de 162.230 tampinhas.

Além dessa importante campanha, o Sebrae também tem iniciativas sociais e ambientais para buscar o equilíbrio entre o desenvolvimento e a sustentabilidade e tem soluções empresariais, inclusive para orientar seus clientes nesta seara.

Saiba mais sobre as ações do Sebrae no agronegócio: acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp, pelo mesmo número. Siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube.

1 visualização0 comentário