• Guaporé News

Vereador Dr. Paulo Henrique apresenta e Câmara aprova Moção de Apelo para instalação das UTIs



A Câmara Municipal de Cacoal, por unanimidade, aprovou no dia 22/03, a moção de apelo 01, de autoria do vereador Dr. Paulo Henrique (PTB), para que o Governo do Estado de Rondônia, SESAU e Hospital Regional de Cacoal, tomem medidas necessárias para instalação dos 09 leitos de UTI Neonatal no complexo HRC, oriundas de emenda parlamentar do ex-deputado federal Nilton Capixaba (PTB/RO), bem como a devolução dos leitos de UTI Pediátrico, pós-pandemia, para ala pediátrica (atualmente na ala covid) para atender à necessidade das crianças que compõem os 34 municípios d a regional capital do café.

De acordo com o vereador, incubadoras e diversos equipamentos que compõem a estrutura para instalar os 09 leitos de UTI neonatal estão parados no almoxarifado do Hospital Regional de Cacoal desde 2017. ”A falta de gestão do Governo do Estado e a inércia da Secretaria de Estado da Saúde faz com que diversos equipamentos que deveriam estar a serviço da população estejam perecendo no almoxarifado” frisou.

UTI Neonatal e sua importância


Aproximadamente 04 mil gestantes são atendidas no Hospital de Base (Porto Velho) com gravidez de alto risco. Fato que se mostra cada dia mais inaceitável a não implantação e funcionamento da UTI Neonatal no Hospital Regional de Cacoal, o que obriga mães e nascituros, muitas vezes em estado grave, a transitarem por mais de 500 km em rodovias esburacadas, com o intuito de tentar salvar vidas.


“Agradeço aos pares desta Casa de Leis e solicito que as Câmaras das 33 cidades que compõem nossa regional façam o mesmo ato político para sensibilizarmos a comissão de saúde da Assembleia Legislativa e o Governo do Estado a quem está moção é encaminhada. Nosso Gabinete está aberto para dar orientação e participar de reuniões virtuais para confecção de moção de apelo da sua cidade e juntos ratificarmos o nosso pedido para instalação das UTIs neonatais no Hospital Regional de Cacoal” destacou dr. Paulo.

Assessoria de imprensa

8 visualizações0 comentário